fbpx

Skills and Lead

Como eliminar um mau hábito

Hábitos são comportamentos que se desenvolvem por experiências que, repetidamente, nos fazem atingir algum tipo de recompensa. Podem ou não ter um motivo e, não raras vezes, podem ser nefastos para o nosso bem estar. Quando isto acontece, existe um processo que nos pode ajudar a acabar com esses maus hábitos.

Antes de mais, aconselhamos-lhe a leitura do nosso artigo “4 passos para criar bons hábitos” para entender qual o caminho para que consiga adotar hábitos saudáveis e que ambiciona implementar na sua vida: “4 passos para criar bons hábitos”

Então, como eliminamos um mau hábito?

Invertendo as leis da mudança (saiba mais no artigo mencionado acima), que estão ligadas entre si.

  • Ao invés de tornarmos um hábito claro, devemos torná-lo invisível.
  • Em vez de atraente, tornamo-lo desinteressante.
  • Em vez de fácil, difícil.
  • Em vez de satisfatório, insatisfatório.

Mas o que é que isto significa?

Tornar um hábito invisível:

Se temos como mau hábito, por exemplo, usar o telemóvel em demasia, passando horas a fazer scroll nas redes sociais, devemos deixar o telemóvel noutra divisão da casa. O estímulo deixa, literalmente, de estar à vista. Tal como devemos tornar o hábito visível quando queremos introduzi-lo, devemos escondê-lo quando queremos eliminá-lo.

Tornar um hábito desinteressante:

Devemos começar por pensar nas consequências de certo hábito e que são prejudiciais para nós. Encarar esses fatores vai ajudar-nos a deixarmos de ter aquele hábito. Por exemplo: comer pizza com demasiada frequência pode traduzir-se em aumento de peso, hipertensão, probabilidade de diabetes, entre outros.

Tornar um hábito difícil:

Imaginemos, por exemplo, uma saída para jantar fora. No restaurante, pedimos bacalhau com natas – mas pedimos metade da dose para comer no momento e a outra metade numa caixa de take away. Além de se tornar invisível, o hábito torna-se difícil porque estamos a aumentar o número de etapas entre o seu início e a sua conclusão.

Tornar um hábito insatisfatório:

Tudo o que é punível é evitado. Não nos sentimos bem ao falhar com o outro. Se, por exemplo, queremos adotar uma alimentação mais saudável ou praticar mais exercício físico, recorrermos a um nutricionista ou a um personal trainer, respetivamente, é termos alguém a controlar o nosso comportamento, é um compromisso que assumimos e com o qual não iremos querer falhar.

Saiba mais sobre como introduzir novos e bons hábitos na sua vida e como gerir melhor o seu tempo, encontrando um maior equilíbrio entre a vida pessoal e profissional, no Curso de Gestão de Tempo

Curso de Gestão de Tempo
Carrinho0
Não há items no carrinho.
Ver mais cursos
0

Pedir Proposta